Sábado, 26 de Janeiro de 2013

PORTUGAL!

Li numa revista, este texto que vou postar, do Jornalista LUÍS MAIO, do qual muito gostei e vou transcrever!

 

Portugal é um dos destinos turísticos mais concorridos e pretigiados da actualidade.

Mas é também um país pequeno e já antigo, que não parece mais guardar segredos na cartola.

Há, porém, todo um reportório de crenças, enredos e codificações, de que hoje já quase ninguém ousa falar, mas que decididamente emolduram a terra e as obras deste triângulo peninsular.

 

Significa que há um Portugal por descobrir, ou redescobrir, uma mão cheia de "novidades", suscetíveis de fascinarem tanto quem chega cheio de expectativas, como quem parte com a ilusão de que leva o País no bolso.

 

Começa pelos Monumentos comuns às excursões turísticas, na maior parte dos casos ricos em conotações místicas, agora raramente mencionadas como mais que piadas.

 

É o caso por excelência do Mosteiro dos Jerónimos, um dos edifícios mais emblemáticos da Capital.

 

Mosteiro dos Jerónimos
O Mosteiro dos Jerónimos é um mosteiro manuelino, testemunho monumental da riqueza dos Descobrimentos portugueses. Situa-se em Belém, Lisboa, à entrada do Rio Tejo. Wikipedia

 

As obras arrancadas em 1501, no preciso lugar que o Infante D. Henrique, supremo arquitecto dos Descobrimentos, identificou, como aquele onde devia nascer ou regressar o Cristo Iniciado.

O próprio Mosteiro foi construído num estilo manuelino que ostentivamente misturou símbolos cristãos e pagão, incluindo as lendárias "Mãos de Deus" inscritas em duas colunas que os navegadores e pescadores ganharam o hábito de tocar, antes de se aventurarem nos mares.

 

Os Jerónimos podem ser a estação mais famosa da geografia de Lisboa, mas há obras místicas disseminadas um pouco por todo o país.

 

Portugal tem mesmo uma cidade inteira respondendo a um plano esotérico.

 

Chama-se TOMAR e foi desenhada por Gualdim Pais, o mais famoso mestre da Ordem do Templo.

 

Fundada em 1160, Tomar segue o arquétipo urbanístico da mentalidade iniciática, sendo nessa medida escalonada em Polis, Acrópole e Panteão.

 

Para além das atracões tradicionais, a pista esotérica oferece a oportunidade de descobrir joias naturais e patrimoniais, apelativas tanto aos que procuram sentir os símbolos, como dizia Fernando Pessoa, como àqueles que procuram tocar Portugal profundo.

 

Vai da profusa teia de santuários pré-cristãos esculpidos na pedra em paisagens espalhadas por aldeolas remotas fora da maior parte dos mapas (principal concentração do Vale do Sousa).

Portugal tem também essa dimensão mística, que foi dissipando ou mesmo recalcando na modernidade, mas que é consubstancial à sua Cultura.

 

Um Portugal mágico que hoje dá gosto (re) descobrir.

 

UM PAÍS QUE TÊM A MAIS LINDA BANDEIRA DO MUNDO! (digo eu).

 

 

 

 

Índice: ,
publicado por Chicailheu às 19:26

link do post | comentar | favorito
Domingo, 19 de Fevereiro de 2012

CARNAVAL!

 

As origens do carnaval de Veneza remontam ao governo do doge Vitale Faleir (1084 – 1096), que o instituiu oficialmente através de um decreto datado de 1094. A palavra tem origem na expressão latina carnis laxatio, cujo significado é “abandono da carne”. Originalmente, o vocábulo teria sido associado a um comportamento casto dos penitentes, no início da Quaresma, como uma espécie de purificação antes dos ritos pascais.

 

Em 1296, a terça-feira anterior à Quaresma foi declarada feriado pelo Senado, oficializando assim a criação da festa popular que já estava sendo chamada de Carnaval.

Nos anos seguintes, a festa cresceu a tal ponto que durava meses: o carnaval começava nos primeiros dias de outubro ( início da temporada teatral), era suspenso durante o Advento ( tempo litúrgico que, na Igreja Católica, corresponde às quatro semanas anteriores ao Natal), recomeçava em 26 de dezembro para terminar na terça-feira anterior à Quaresma.

Para celebrar o carnaval em plena liberdade, os venezianos usavam túnicas e vestes que os protegiam dos olhares curiosos e lhes permitiam cometer todo tipo de excesso. A máscara protegia os rostos e eliminava a diferença entre sexos e classes sociais. A festa era completada pela presença de saltimbancos, músicos, atores, operadores de marionetes, comediantes, adestradores de animais, que se misturam pela cidade, além da profusão de peças teatrais e grandes banquetes que se espalhavam pela cidade.

Uma das atrações mais famosas do carnaval veneziano é a chamada “O Vôo da Colombina”, que era, na verdade, um escravo descendo por uma corda presa ao campanário da igreja de São Marcos até o centro da praça. Posteriormente, o escravo foi substituído por um acrobata e, finalmente, por uma pomba (em italiano, colomba) de madeira , que jogava flores sobre os animados pedestres.

 

AS MÁSCARAS DO CARNAVAL DE VENEZA

 

Os personagens que fazem grande sucesso no carnaval veneziano são aqueles que tem sua origem no teatro, com a Commedia dell’arte. Chamado ainda de all’improviso (de improviso) ou a soggetto (de repente), esse gênero nasceu na Itália no final do século XVI e espalhou-se pela Europa, principalmente na França, durante os dois séculos seguintes.

 

Índice: ,
publicado por Chicailheu às 21:13

link do post | comentar | favorito
Sábado, 1 de Outubro de 2011

DESFOLHADAS

A desfolhada é um trabalho agrícola em que se retira a espiga (ou maçaroca) da planta, que se chama milho. Embora possa parecer uma festa, é um trabalho duro e cansativo, tanto para os adultos, homens e mulheres, como para os jovens e as crianças que, por essas aldeias fora, trabalham no campo.

A espiga é uma maravilha da Natureza. Pega numa e observa-a com atenção. É formada por muitos grãos a que damos também o nome de milho. Consulta «milho», no dicionário universal.

O cultivo do milho é uma tradição  do Minho, Douro Litoral e Beira Litoral. Esta planta gosta muito de calor e água; por isso, é necessário muito trabalho para a regar. No Alentejo, que é a região mais seca de Portugal, há algumas áreas de cultivo de milho mas só onde a rega abundante é possível. A sementeira é feita nos princípios de Maio; em Junho é sachado para tirar as ervas daninhas e mondado.

 

 A monda consiste em tirar dois pés de milho que estejam juntos, para que aquele que esteja mais forte se possa desenvolver melhor. Em Julho começam as regas. Há um sistema de regadio que, ainda hoje, é motivo de muitas zangas e até de acidentes graves. Quando o milho cresce, é-lhe cortado o pendão ou bandeira que é um óptimo alimento para o gado.

Nos fins de Setembro, princípios de Outubro cortam-se as canas do milho,  que são transportadas para a eira  no carro de bois.  Na eira faz-se a desfolhada. À medida que se desfolha,  vai-se amontoando as espigas em cestos de verga ou de costelas que, depois de cheios, são despejados no canastro ou espigueiro. Os jovens participam entusiasmados nas desfolhadas,  sempre na esperança de encontrar milho-rei ou rainha para poderem dar um beijo ou um abraço à namorada.

 

O milho-rei é a espiga vermelha (quando a pessoa que desfolha encontra esta espiga,  tem que dar um abraço a todas as pessoas presentes). A desfolhada ou esfolhada ou descamisada termina sempre com uma festa, com a merenda ao som das concertinas e de um baile que dura até largas horas da noite .

Texto baseado na Região de Turismo do Alto Minho

Onde está o milho-rei?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Índice: ,
publicado por Chicailheu às 22:18

link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

::HORAS CERTAS::

::MÚSICA DO BLOGUE::

:: LINK-ME ::

:: CONTADOR ::

contador de acesso grátis

Índice

adágios

adivinhas

agradecimentos

amizade

amor

anedotas

aniversários

apontamentos

artes decorativas

as minhas músicas

até amanhã

bancos de jardim

boa noite

boa semana

boa tarde

boas recordações

bom dia

bom domingo

bom fim de semana

carnaval

coisas de que gosto

comentários

comentários ano novo

comentários da chica

comentários de natal

comentários de sábado

comentários noturnos

comentários tristes

conselhos úteis

culinária

curiosidades

datas comemorativas

desafios

destaques

dias da semana

dicas

domingo

drinks

efemérides

favoritos

feliz ano novo

feliz natal

fim de semana

fofuras

foto do dia

fotos

fotos interessantes

fotos lindas

frase de domingo

frase de hoje

frase do dia

frases

frases de natal

frases do dia

frases lindas

frases luminosas

frases noturnas

humorismo

ilha terceira

ilhas dos açores

imagem de hoje

imagem do dia

imagens lindas

janelas

janelas de natal

livros

meus textos

miminhos

miminhos de amizade

minhas músicas

minhas telas

músicas favoritas

músicas preferidas

músicas românticas

os meus poemas

outros poemas

parabéns

páscoa

pela madrugada

pela noite dentro

pensamentos

poemas

poemas de natal

preces e orações

prosas

provérbios

quadras populares

recados de natal

recordações

reflexões

retratos dos açores

sabia que

saúde

segredos de culinária

selos

texto lindo

textos

textos da chica

textos lindos

youtubes

todas as tags

Recordações

Janeiro 2017

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

favorito

LINDAS FRASES!

LINDAS FRASES!

NELSON NED -RECADO AOS NA...

Gente e Toiros em vídeo

PENSAMENTOS

Dia Feliz!

Comentário...

"Terceirense", ferrenha!

Novidades

PORTUGAL!

CARNAVAL!

DESFOLHADAS

:: BLOGS ::

- Maripossa Azoriana Blog
Azoriana Blog
O Blog da Joanina
O Blog da Joanina
Photobucket

"MEU POEMA"

Toda a vez que eu choro Há um sol que ignoro Um mundo lá fora Que não se compadece É tempo perdido E este meu ar sofrido Está de mim cansado Sempre que eu me escondo É por cobardia É esta mania de me anular O que eu tenho mesmo No fundo, no fundo… É medo de amar! CHICA
blogs SAPO

subscrever feeds