Segunda-feira, 18 de Julho de 2011

LIÇÕES DE VIDA...

LIÇÃO DE VIDA...

 

Lição do Bambú Chinês


Depois de plantada a semente deste incrível arbusto, não se vê nada, durante cincos anos, todo o crescimento é subterrâneo, invisível a olho nu, mas, uma maciça e fibrosa estrutura de raiz, que se estende vertical e horizontalmente... pela terra está sendo construída.

 
Um escritor escreveu: "Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambú chinês" : você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento, e , às vezes não se vê nada por semanas, meses, ou anos. Mas, se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, seu QUINTO ANO chegará, e , com ele, virão um crescimento e mudanças que você jamais esperava...


O bambu chinês nos ensina que não devemos facilmente desistir de nossos projetos, de nossos sonhos...

 
É que devemos lembrar-nos do bambú chinês, para não desistirmos facilmente diante das dificuldades que surgirão.

 
Tenha sempre dois hábitos: Persistência e Paciência, póis você merece alcançar todos os seus sonhos e objetivos positivos.


É preciso muita fibra para chegar às alturas, e ao mesmo tempo, muita flexibilidade para se curvar ao chão.

 
Acrescente a tudo isto o Amor...

 
De todos os tesouros, a Fé...
 
 
 

Índice:
publicado por Chicailheu às 23:01

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Julho de 2011

SIMPLES ASSIM...

Simples Assim...

 

 

Dizem que passado o terremoto de Lisboa (1755),
o Rei perguntou ao General o que
se havia de fazer.
Ele respondeu ao Rei:


'Sepultar os mortos,
cuidar dos vivos e fechar os portos'.

 

Essa resposta simples,
franca e direta tem muito
a nos ensinar.

 

Muitas vezes temos em nossa vida
'terremotos' avassaladores,
o que fazer?


Exatamente o que disse o General:
'Sepultar os mortos,
cuidar dos vivos e fechar os portos'.

 

E o que isso quer dizer para a nossa vida?

Sepultar os mortos significa que não adianta
ficar reclamando e chorando o passado.


É preciso 'sepultar' o passado.
Colocá-lo debaixo da terra.


Isso significa 'esquecer' o passado.
Enterrar os mortos.

Cuidar dos vivos significa que,
depois de enterrar o passado,
em seguida temos que cuidar do presente.


Cuidar do que ficou vivo.
Cuidar do que sobrou.
Cuidar do que realmente existe.

Fazer o que tiver que ser feito para
salvar o que restou do terremoto.

Fechar os portos significa não deixar as
'portas' abertas para que novos
problemas possam surgir ou
'vir de fora' enquanto estamos
cuidando e salvando o que restou
do terremoto de nossa vida.


Significa concentrar-se na reconstrução,
no novo.

É assim que a história nos ensina.
Por isso a história é 'a mestra da vida'.
Portanto,
quando você enfrentar algum "terremoto",
não se esqueça:
enterre os mortos,
cuide dos vivos e feche os portos. 

Índice:
publicado por Chicailheu às 23:41

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 30 de Junho de 2011

CHAMO-TE - Sophia De Mello Bryner

Chamo-Te

Chamo-Te porque tudo está ainda no princípio
 E suportar é o tempo mais comprido.
 
Peço-Te que venhas e me dês a liberdade,
 Que um só de Teus olhares me purifique e acabe.
 
Há muitas coisas que não quero ver.
 
Peço-Te que sejas o presente.
 Peço-Te que inundes tudo.
 E que o Teu reino antes do tempo venha
 E se derrame sobre a Terra
 Em Primavera feroz precipitado.
 
(Sophia de Mello Breyner Andresen )

 

 

 

 

 

 

Índice:
publicado por Chicailheu às 22:38

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 8 de Junho de 2011

VAI...

Vai…

Para sonhar o que poucos ousaram sonhar.
 Para realizar aquilo que já te disseram que não podia ser feito.
 Para alcançar a estrela inalcançável.
 
Essa será a tua tarefa: alcançar essa estrela.
 Sem quereres saber quão longe ela se encontra;
 nem de quanta esperança necessitarás;
 nem se poderás ser maior do que o teu medo.
 Apenas nisso vale a pena gastares a tua vida.
 
Para carregar sobre os ombros o peso do mundo.
 Para lutar pelo bem sem descanso e sem cansaço.
 Para enxugar todas as lágrimas ou para lhes dar um sentido luminoso.
 Levarás a tua juventude a lugares onde se pode morrer, porque precisam lá de ti.
 Pisarás terrenos que muitos valentes não se atreveriam a pisar.
 Partirás para longe, talvez sem saíres do mesmo lugar.
 
Para amar com pureza e castidade.
 Para devolver à palavra “amigo” o seu sabor a vento e rocha.
 Para ter muitos filhos nascidos também do teu corpo e – ou – muitos mais nascidos apenas do teu coração.
 Para dar de novo todo o valor às palavras dos homens.
 Para descobrir os caminhos que há no ventre da noite.
 Para vencer o medo.
 
Não medirás as tuas forças.
 O anjo do bem te levará consigo, sem permitir que os teus pés se magoem nas pedras.
 Ele, que vigia o sono das crianças e coloca nos seus olhos uma luz pura que apetece beijar, é também guerreiro forte.
 Verás a tua mão tocar rochedos grandes e fazer brotar deles água verdadeira.
 Olharás para tudo com espanto.
 Saberás que, sendo tu nada, és capaz de uma flor no esterco e de um archote no escuro.
 
Para sofrer aquilo que não sabias ser capaz de sofrer.
 Para viver daquilo que mata.
 Para saber as cores que existem por dentro do silêncio.
 Continuarás quando os teus braços estiverem fatigados.
 Olharás para as tuas cicatrizes sem tristeza.
 Tu saberás que um homem pode seguir em frente apesar de tudo o que dói, e que só assim é homem.
 
Para gritar, mesmo calado, os verdadeiros nomes de tudo.
 Para tratar como lixo as bugigangas que outros acariciam.
 Para mostrar que se pode viver de luar quando se vai por um caminho que é principalmente de cor e espuma.
 Levantarás do chão cada pedra das ruínas em que transformaram tudo isto.
 Uma força que não é tua nos teus braços.
 Beijá-las-ás e voltarás a pô-las nos seus lugares.
 
Para ir mais além.
 Para passar cantando perto daqueles que viveram poucos anos e já envelheceram.
 Para puxar por um braço, com carinho, esses que passam a tarde sentados em frente de uma cerveja.
 Dirás até ao último momento: “ainda não é suficiente”.
 Disposto a ir às portas do abismo salvar uma flor que resvalava.
 Disposto a dar tudo pelo que parece ser nada.
 Disposto a ter contigo dores que são semente de alegrias talvez longe.
 
Para tocar o intocável.
 Para haver em ti um sorriso que a morte não te possa arrancar.
 Para encontrar a luz de cuja existência sempre suspeitaste.
 Para alcançar a estrela inalcançável.
 
Paulo Geraldo

 

 

 

 

 

Índice:
publicado por Chicailheu às 21:54

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 10 de Maio de 2011

VAI...

Vai…

Para sonhar o que poucos ousaram sonhar.
 Para realizar aquilo que já te disseram que não podia ser feito.
 Para alcançar a estrela inalcançável.
 
Essa será a tua tarefa: alcançar essa estrela.
 Sem quereres saber quão longe ela se encontra;
 nem de quanta esperança necessitarás;
 nem se poderás ser maior do que o teu medo.
 Apenas nisso vale a pena gastares a tua vida.
 
Para carregar sobre os ombros o peso do mundo.
 Para lutar pelo bem sem descanso e sem cansaço.
 Para enxugar todas as lágrimas ou para lhes dar um sentido luminoso.
 Levarás a tua juventude a lugares onde se pode morrer, porque precisam lá de ti.
 Pisarás terrenos que muitos valentes não se atreveriam a pisar.
 Partirás para longe, talvez sem saíres do mesmo lugar.
 
Para amar com pureza e castidade.
 Para devolver à palavra “amigo” o seu sabor a vento e rocha.
 Para ter muitos filhos nascidos também do teu corpo e – ou – muitos mais nascidos apenas do teu coração.
 Para dar de novo todo o valor às palavras dos homens.
 Para descobrir os caminhos que há no ventre da noite.
 Para vencer o medo.
 
Não medirás as tuas forças.
 O anjo do bem te levará consigo, sem permitir que os teus pés se magoem nas pedras.
 Ele, que vigia o sono das crianças e coloca nos seus olhos uma luz pura que apetece beijar, é também guerreiro forte.
 Verás a tua mão tocar rochedos grandes e fazer brotar deles água verdadeira.
 Olharás para tudo com espanto.
 Saberás que, sendo tu nada, és capaz de uma flor no esterco e de um archote no escuro.
 
Para sofrer aquilo que não sabias ser capaz de sofrer.
 Para viver daquilo que mata.
 Para saber as cores que existem por dentro do silêncio.
 Continuarás quando os teus braços estiverem fatigados.
 Olharás para as tuas cicatrizes sem tristeza.
 Tu saberás que um homem pode seguir em frente apesar de tudo o que dói, e que só assim é homem.
 
Para gritar, mesmo calado, os verdadeiros nomes de tudo.
 Para tratar como lixo as bugigangas que outros acariciam.
 Para mostrar que se pode viver de luar quando se vai por um caminho que é principalmente de cor e espuma.
 Levantarás do chão cada pedra das ruínas em que transformaram tudo isto.
 Uma força que não é tua nos teus braços.
 Beijá-las-ás e voltarás a pô-las nos seus lugares.
 
Para ir mais além.
 Para passar cantando perto daqueles que viveram poucos anos e já envelheceram.
 Para puxar por um braço, com carinho, esses que passam a tarde sentados em frente de uma cerveja.
 Dirás até ao último momento: “ainda não é suficiente”.
 Disposto a ir às portas do abismo salvar uma flor que resvalava.
 Disposto a dar tudo pelo que parece ser nada.
 Disposto a ter contigo dores que são semente de alegrias talvez longe.
 
Para tocar o intocável.
 Para haver em ti um sorriso que a morte não te possa arrancar.
 Para encontrar a luz de cuja existência sempre suspeitaste.
 Para alcançar a estrela inalcançável.
 
Paulo Geraldo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Índice:
publicado por Chicailheu às 23:57

link do post | comentar | favorito
Domingo, 8 de Maio de 2011

INSTANTES

Instantes

 

Se eu pudesse viver novamente a minha vida,
na próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito, relaxaria mais.
Seria mais tolo ainda do que tenho sido;
na verdade, bem poucas pessoas levariam a sério.
Seria menos higiênico. Correria mais riscos,
viajaria mais, contemplaria mais entardeceres,
subiria mais montanhas, nadaria mais rios.
Iria a mais lugares onde nunca fui,
tomaria mais sorvete e menos lentilha,
teria mais problemas reais e menos imaginários.
Eu fui uma dessas pessoas que viveu
sensata e produtivamente cada minuto da sua vida.
Claro que tive momentos de alegria.
Mas, se pudesse voltar a viver,
trataria de ter somente bons momentos.
Porque, se não sabem, disso é feito a vida:
só de momentos - não percas o agora.
Eu era um desses que nunca ia a parte alguma
sem um termômetro, uma bolsa de água quente,
um guarda-chuva e um pára-quedas;
se voltasse a viver, viajaria mais leve.
Se eu pudesse voltar a viver,
começaria a andar descalço no começo da primavera
e continuaria assim até o fim do outono.
Daria mais voltas na minha rua,
contemplaria mais amanheceres
e brincaria com mais crianças,
se tivesse outra vez uma vida pela frente.
Mas, já viram, tenho 85 anos
e sei que estou morrendo.

 

(Autor desconhecido)

 

 

 

 

 

 

 

Índice:
publicado por Chicailheu às 21:56

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Maio de 2011

TEXTO DE FERNANDO PESSOA

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá a falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver
apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
um oásis no recôndito da sua alma .
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um 'não'.
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo...


(Fernando Pessoa)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Índice:
publicado por Chicailheu às 21:50

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Abril de 2011

ESTAR APAIXONADO É...

Estar apaixonada é sentir,

O coração bater mais forte.

E estremecido de emoção,

Sonhar acordado e ver tudo,

Muito mais colorido,

Sorri para os encantos mais belos

nos bosques De mãos dadas,

Juntinho da pessoa amada,

Em rumo da verdadeira felicidade,

Vaguear na Lua dos en namorados,

Ver o brilho das estrelas nos,

Olhos da pessoa amada,

Desenhar nas nuvens o teu nome,

Em palavras rima versos de amor,

Olhar o arco-íris colorindo o ceu,

Como se estivesse contenplando

Ainda mais o nosso amor

Te beijar enlouquecidamente,

Sentir o teu coração bater,

Juntinho ao meu,

Ouvir os cantos dos passarinhos,

Armonizando a nossa felicidade,

Olhar o Horizonte sorrindo,

Acariciar a tua face e nela,

Ver os sonhos mais lindos,

Dormir e acordar nos teus braços,

Fazer amor de madrugada,

E acordar ao seu lado,

E não pensar em mais nada...

 

 

Índice:
publicado por Chicailheu às 14:20

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Março de 2011

AMIGO SEM FACE...

Amigo sem face...

Nós nos sentamos,
Nós encaramos nossas telas e nós digitamos.
Todos nós temos curiosidades,
Queremos descobrir por todos os meios.
Com nosso mouse nós vagamos pelos room's
em um complexo quebra-cabeças.
Nós sentamos em uma ofuscação,
procurando algo ou alguém.
Nós conversamos entre si,
Nós digitamos todas nossas aflições.
Nós formamos pequenos grupos,
como uma gang pra cima de nossos inimigos.
Nós esperamos que alguém digite o nosso nome,
Nós queremos reconhecimento,
mas sempre é o mesmo.
Nós damos beijos e abraços,
e às vezes a paquera rola....
Em chats nós conversamos profundamente,
e revelamo-nos.
Nós formamos amizades - mas - por que?
Nós não sabemos...
Mas algumas destas amizades,
florescerão e crescerão.
Porque é isto em tela,
nós podemos ser tão corajosos
Contando nossos segredos que nunca foram contados.
Porque é isto que nós compartilhamos,
os pensamentos em nossa mente
Com esses não podemos nos ver,
como se fossemos cegos.
A resposta é simples, está tão claro quanto um sino.
Todos nós temos nossos problemas,
e precisamos de alguém para contar.
Nós não podemos falar para pessoas reais,
mas devemos contar para alguém
Assim nós viramos o computador,
e a esses nós podemos confiar.
Embora esteja louco, a verdade ainda permanece
Eles são os Amigos Sem Faces,
um nome um tanto estranho
Ocupe esta semana para se divertir e estar seguro de deixar esses
" amigos sem faces " saberem o quanto você os aprecia!!!

 

(autor desconhecido)

 


 

Índice:
publicado por Chicailheu às 10:12

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Sexta-feira, 11 de Março de 2011

A VIDA É UM ENCANTO

A vida é um encanto

 

É preciso preservar a beleza dos nossos corações

Saber olhar com pureza de alma

Respirar como se nascêssemos a cada instante


Agir na calma e na serenidade

Cultivar uma flor, mergulhar em águas limpas


Ouvir uma melodia, agradecer a vida


não deixar que o encanto se dissolva diante do mundo

Surfar nas ondas do infinito


Até que a eternidade e o amor nos involva


Nos faça vibrar e sentir cada momento.

 

 

CHICA

 

Índice:
publicado por Chicailheu às 19:38

link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Índice

adágios

adivinhas

agradecimentos

amizade

amor

anedotas

aniversários

apontamentos

artes decorativas

as minhas músicas

até amanhã

bancos de jardim

boa noite

boa semana

boa tarde

boas recordações

bom dia

bom domingo

bom fim de semana

carnaval

coisas de que gosto

comentários

comentários ano novo

comentários da chica

comentários de natal

comentários de sábado

comentários noturnos

comentários tristes

conselhos úteis

culinária

curiosidades

datas comemorativas

desafios

destaques

dias da semana

dicas

domingo

drinks

efemérides

favoritos

feliz ano novo

feliz natal

fim de semana

fofuras

foto do dia

fotos

fotos interessantes

fotos lindas

frase de domingo

frase de hoje

frase do dia

frases

frases de natal

frases do dia

frases lindas

frases luminosas

frases noturnas

humorismo

ilha terceira

ilhas dos açores

imagem de hoje

imagem do dia

imagens lindas

janelas

janelas de natal

livros

meus textos

miminhos

miminhos de amizade

minhas músicas

minhas telas

músicas favoritas

músicas preferidas

músicas românticas

os meus poemas

outros poemas

parabéns

páscoa

pela madrugada

pela noite dentro

pensamentos

poemas

poemas de natal

preces e orações

prosas

provérbios

quadras populares

recados de natal

recordações

reflexões

retratos dos açores

sabia que

saúde

segredos de culinária

selos

texto lindo

textos

textos da chica

textos lindos

youtubes

todas as tags

Recordações

Janeiro 2017

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

favorito

LINDAS FRASES!

LINDAS FRASES!

NELSON NED -RECADO AOS NA...

Gente e Toiros em vídeo

PENSAMENTOS

Dia Feliz!

Comentário...

"Terceirense", ferrenha!

Novidades

OS MEDOS DE INFÂNCIA

LAÇOS ETERNOS...

AMIGOS DO PEITO!

A VIDA É UM DRAMA

A ENTREGA!

A VIDA É UM DRAMA

A VIDA ESCUTA-SE COM A AL...

TEXTO - A FORÇA DA VONTAD...

A SAUDADE E A DISTÂNCIA

QUE ME OLHES NOS OLHOS

"MEU POEMA"

Toda a vez que eu choro Há um sol que ignoro Um mundo lá fora Que não se compadece É tempo perdido E este meu ar sofrido Está de mim cansado Sempre que eu me escondo É por cobardia É esta mania de me anular O que eu tenho mesmo No fundo, no fundo… É medo de amar! CHICA
blogs SAPO

subscrever feeds