Quinta-feira, 29 de Março de 2007

Os Grandes Portugueses na RTP.

Frontalidade democrática

Sou uma mulher livre que não se deixa amarrar a não ser pelos ditames da minha consciência. Não fui Salazarista. Muito pelo contrario, pois fui criada com um avô Comunista, que juntamente com outros camaradas da época , foram alvorar a Bandeira do PCP, no Relvão , o que lhe custou ser preso político durante dois anos e meio.

O meu pai, e mais dois tios, crianças na época mais outra criança, que a minha avó trazia no seu ventre, passaram muitas necessidades..f.ome!

A minha avó teve de pedir para sustentar aquela bocas, e comeu muito rancho do quartel, pois o comandante de Batalhão, teve pena dela, e lá lhe concedeu ir uma vez por dia buscar o rancho.

O meu avô esteve dois anos na poterna ". A Poterna" , era das piores celas, por baixo do castelo de S. João Baptista. Era térrea, e quando a maré enchia, ficava em lodo, e o meu avô dormia de pé.

Há alguns anos quis ir ver...comovi-me!

Fui criada a ouvir sempre falar em certas coisas, que na altura não me diziam quase nada...mas com o passar da idade, fui me inteirando do que se passava . Quando fui estudar para a Escola Industrial e Comercial, fui logo apontada a dedo, como sendo neta de um Comunista.

Andei fardada da Mocidade Portuguesa Feminina, porque embora contra a sua vontade, ele não queria que eu sofresse na pele , algumas represálias.

Mais tarde, quando fui trabalhar para a Base Americana , tinha eu 19 anos, não levou muito tempo, que eu não ouvisse comentários do género: - Cuidado com ela, pois é neta de um Comunista!

Mas, o meu avô era um homem íntegro, de ideias bem definidos, sabia muito bem o que queria para o seu País!

Quando formaram a Sede do PCP, cá na Ilha, vieram convidar o meu avô para fazer parte do mesmo.

Sabem qual foi a pronta resposta dele: - " Eu sou comunista, não sou oportunista "

E não aceitou nenhum cargo.

Não estive com estes, nem antes nem depois com aqueles, sempre estive só e somente com os meus pensamentos e ideais!

Porém o que parece é que ressaltou desta votação, fora da normalidade vigente, a conclusão mais evidente: os Portugueses andam fartos e assanhados contra a plêiade de governantes que tem tido. Há muito que se perdeu a vergonha de não se ser escrupuloso.

E ética é uma palavra vã, sem sentido, sem representação!

O resultado de tal concurso " Os Grandes Portugueses ", sendo o Salazar eleito "o maior português de sempre", leva-me a pensar o seguinte.

O resultado de tal concurso permite apenas uma leitura: Os Portugueses estão fartos da classe política que os dirige, uma classe corrupta, incompetente e que se serve do poder para seu belo prazer, não se preocupando nem com o País, nem com os Portugueses!

Agora sim os políticos tomaram consciência que o 25 de Abril prometia não e mais do que uma ilusão patética de cravos, em que os cravos são agora flor de luto por um País que a classe política empurrou para a cauda da Europa.

E, eis que acordam agora porque com tal votação foi-lhes passado um atestado de "burrice"!

Desculpem , mas depois de eu ter lido alguém do governo que nós (cidadãos) podemos ter a razão...mas eles (governo) e que tem o poder...digam-me. Salazar era capaz de fazer tal??? Que raio de democracia é essa deste País?

Parece que finalmente os Portugueses estão a acordar de uma letargia e isso mete medo aos políticos...Por isso Salazar quer queiram quer não, foi uma figura histórica e o 25 de Abril, com Otelos, Vascos Gonçalves e uma plantaforma de outros políticos, passam à história e ficam no incognito...Salazar pelos vistos não!

Nem D. Afonso henriques, Nem D.João III, nem Camões, nem mesmo o Infante D. Henrique, António de Oliveira Salazar foi o nome escolhido pela maioria dos telespectadores da RTP1, que votaram na eleição do "maior português de sempre", no âmbito do programa "Os Grandes Portugueses!.

No segundo lugar ficou o lider Comunista Àlvaro Cunhal, homem de fotres convicções, e que foi coerente com os ideias que defendia, durante toda a sua vida.

O terceiro mais votado foi o cônsul potuguês Aristides de Sousa Mendes.

Eu não votei, mas este teria sido o meu eleito.

D. Afonso Henriques e Luís Vaz de Camões acabaram por ocupar os quatro e quinto lugares, respectivamente.

A eleião de "Salazar" é um fenómeno, que deviam levar todos os portugueses a um acto de refelexão intenso...afinal foi um "ditador", que ganhou numPáis democrático?!

 

Índice:
publicado por Chicailheu às 06:14

link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De mmigaby a 29 de Março de 2007 às 16:30
Quero somente que saiba que estou inteiramente de acordo consigo, é vergonhoso num país dito democr à tico eleger-se um ditador como um "grande português". Saiba que votei em Aristides de Sousa Mendes por diversos motivos: para além de ser da terra que o viu nascer, identifico-me com as ideologias que defendeu e com a garra com que o fez sem ter tido qualquer dúvida em ajudar milhares de refugiados, prejudicando-se a sim mesmo e à sua numerosa família.
De maripossa a 29 de Março de 2007 às 18:00
Amiga Chica,sabes bem que sou tua amiga,mas como tenho a minha opinião,aqui vai ela como a tua comentadora anterior,disse e bem votou num homem de bem e não no carrasco,pois por este não tenho consideração nenhuma,pois manteve o meu Pai presso sem ter por onde pegar,e porrada que levou injustamente,mas isto é minha opinião pois como vivemos em democracia e temos direito a respeitar e respeitar os outros,eu votei no "Arestides Sousa Mendes"porque tirou milhares de judeus as garras dos campos de consentração,para ele sim agora para este senhor nunca?
Amiga Chica peço desculpa pela minha intervenção mas como te disse o que digo não mando dizer,mas para ti amiga beijinho grande de ternura.
maripossa
De manuela cardoso a 29 de Março de 2007 às 21:24
Não posso de deixar de comentar este post.
Pois não percebi muito bem se a Chica achava ou não bem o "senhor" Salazar ter ganho.
Eu pessoalmente não consigo ter ódio por ninguém, mas por esse homem e oe seus seguidores só posso ter desprezo.
Não entendo os portugueses...eu ainda sou uma jovem em relação a outros que passaram muito no antes 25 de Abril mas eu vivi (tinha 11anos) e senti tudo o que se passou nesse dia. Ainda hoje me lembro o medo das pessoas se corre-se mal a Revolução. Os chaimites a passar na minha porta de noite, tremia tudo...os soldados com cara pesada...
eu só digo que o SENHOR SALGUEIRO MAIA esse sim devia ser o maior português de sempre...desculpem mas tinha de dizer o que sinto.
Os portugueses esqueçeram o passado só pensam no presente, e não fazem nada para o mudar...
Manuela

Comentar post

mais sobre mim

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Índice

adágios

adivinhas

agradecimentos

amizade

amor

anedotas

aniversários

apontamentos

artes decorativas

as minhas músicas

até amanhã

bancos de jardim

boa noite

boa semana

boa tarde

boas recordações

bom dia

bom domingo

bom fim de semana

carnaval

coisas de que gosto

comentários

comentários ano novo

comentários da chica

comentários de natal

comentários de sábado

comentários noturnos

comentários tristes

conselhos úteis

culinária

curiosidades

datas comemorativas

desafios

destaques

dias da semana

dicas

domingo

drinks

efemérides

favoritos

feliz ano novo

feliz natal

fim de semana

fofuras

foto do dia

fotos

fotos interessantes

fotos lindas

frase de domingo

frase de hoje

frase do dia

frases

frases de natal

frases do dia

frases lindas

frases luminosas

frases noturnas

humorismo

ilha terceira

ilhas dos açores

imagem de hoje

imagem do dia

imagens lindas

janelas

janelas de natal

livros

meus textos

miminhos

miminhos de amizade

minhas músicas

minhas telas

músicas favoritas

músicas preferidas

músicas românticas

os meus poemas

outros poemas

parabéns

páscoa

pela madrugada

pela noite dentro

pensamentos

poemas

poemas de natal

preces e orações

prosas

provérbios

quadras populares

recados de natal

recordações

reflexões

retratos dos açores

sabia que

saúde

segredos de culinária

selos

texto lindo

textos

textos da chica

textos lindos

youtubes

todas as tags

Recordações

Janeiro 2017

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

favorito

LINDAS FRASES!

LINDAS FRASES!

NELSON NED -RECADO AOS NA...

Gente e Toiros em vídeo

PENSAMENTOS

Dia Feliz!

Comentário...

"Terceirense", ferrenha!

Novidades

CRÓNICA DO DIA!

FELICIDADE1

MAIS UM FINAL DE U DIA -...

FRASE DO DIA!

OLÁ PESSOAS LINDAS.

FRASE DO DIA!

IMAGEM DO DIA!

BOM DIA!

COMEMOREI 45 ANOS DE CASA...

EU, A AUTOGRAFAR OS MEUS ...

"MEU POEMA"

Toda a vez que eu choro Há um sol que ignoro Um mundo lá fora Que não se compadece É tempo perdido E este meu ar sofrido Está de mim cansado Sempre que eu me escondo É por cobardia É esta mania de me anular O que eu tenho mesmo No fundo, no fundo… É medo de amar! CHICA
blogs SAPO

subscrever feeds