Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

De tudo um pouco...

Que você tenha

de tudo um pouco...

 

SENSIBILIDADE

Para não ficar indiferente
perante as belezas da vida

Conseguindo colocar a timidez de lado.

 

SOLIDERIEDADE

Para não ficar neutro

Diante do sofrimento da humanidade.

 

BONDADE

Para não desviar os olhos

De quem lhe pede ajuda.

 

TRANQUILIDADE

Para quando chegar

O fim do dia

 Poder deitar e dormir o sono dos anjos.

 

HUMLIDADE

Para reconheceres

O que realmente és.

 

ALEGRIA

 Para você distribuí-la

Cobrindo o rosto de alguém.

 

SINCERIDADE

Para você ser verdadeiro

Gostar de si mesmo e viver melhor.

 

AMIZADE

Para você descobrir que quem têm um amigo

Têm um tesouro.

 

SONHOS

Para poder todos os dias Alimentar a alma!

Para você amar alguém e sentir-me amado.

 

DESEJOS

Para alimentar o seu corpo,

Dando prazer ao seu espírito.

 

FELICIDADE

Para você descobrir dentro de você

E doá-la a quem precisa.

 

AMOR

Para você ter alguém para amar

E sentir-se amado

AMOR

Para você ser feliz

Em cada amanhecer

E saber que o Amor

É a razão maior: Para VIVER!

Que neste dia de S. Valentim, os casais possam sentir a legria e ventura de amarem, serem felizes e serem correspondidos!

 

publicado por Chicailheu às 05:55

link do post | comentar | favorito

Linda Foto!

Índice:
publicado por Chicailheu às 05:54

link do post | comentar | favorito

Frase do dia

É s tudo o que é...

Os teus pensamentos, a tua vida,

Os teus sonhos que se realizam.

É tudo o que escolheres ser.

És tão limitado quanto o universo infinito.

Índice:
publicado por Chicailheu às 05:51

link do post | comentar | favorito

Pela noite dentro...

Cá estou eu às 4:22 da manhã. pois o sono não me assiste!

Ontem adormeci bem mais cedo do que o habitual, por duas razões: como andei toda a manhã a ir buscar papéis e mais papéis, como um relatório médico, outro do Delegado de Saúde a declarar que tenho 65% de incapacidade, e andei de um lado para o outro, mão só me cansei fisicamente , como estava muito nervosa.

Não obstante , os intestinos ontem nunca pararam e deram-me imensas dores.

Por volta das 5 horas da tarde, tive cá os meus netos Gonçalo e Maria, e fiquei com eles, até às 6:35h , porque a minha filha foi a uma consulta.

Logo que os meninos abalaram, fiz um chá de Tília, tomei um banho e cama. Tomei os meus medicamentos, e apaguei a luz à 8 horas.

Mas...dormir, nada!!!

A dores não me davam tréguas, e então recorri uma vez mais ao Tramal .

Durante a noite acordei aflita por três vezes, Sentei-me na cama, transpirava muito e tinha aflições e suores frios.

Tomei o comprimido S.O.S., para o coração.

Pode ser crises de ansiedade, por se estar a aproximara a minha ida ao especialista a Lisboa, mas também tenho o problema do coração, e de à uns tempos para cá, tem ficado esquecido, em prol, da doenças mais recentes, que até me esqueço de procurar o Cardiologista.

 

Meus amigos, peço aqueles que forem crentes, e rezem aos Senhor Deus Pai, que se lembrem de mim nas suas orações.

 

A oração tem muito poder, e se se criar um corrente positiva de "oração", poderá ajudar-me muitíssimo!

 

Tenho só mais um pouquinho a acrescentar , ainda à cerca das minhas doenças.

Lembrei-me ontem. porque o meu Otorrinolalinlongista , passou por mim, num corredor do Hospital, cumprimentou-me, e aí, ve-o à memória um acontecimento.

Em 1994, comecei a ficar afónica, por várias vezes .

De manhã, era pior, não se percebia fala.

Depois comecei a sentir um corpo estranho na garganta.

Isto em em Junho de 1994.

Fui procurar o especialista ( que é um bom ser humano), e ele, na observação, disse: - tens dois quistos para tirar. Perguntei-lhe eu: -Quando?

Ao que ele respondeu:- já e agora!

Levei anestesia local , e ele retirou-me os quistos. Foi uma pequena cirurgia.

Melhorei, mas passado pouco mais de um Mês , comecei a sentir tudo de novo!

Dizia eu e dizia o meu marido, que devia ser a cicatrização dos quistos.

Só que piorei consideravelmente .

Era catequista, e não podia dar catequese, pois esforçando a voz, fica va completamente afónica.

Toca de voltar ao médico.

Vereficou , que eu tinha mais um quisto, e mais profundo, já atingia uma corda vocal.

Para tirar esse quisto, já foi no bloco operatório. Proibiu-me de falar, e depois fui fazer fisioterapia da fala.

Proibiu-me de dar catequese ( tive imenso pesar) e de falar alto ou cantar!

A partir daí a minha voz modificou bastante...nunca mais foi a mesma.

 

Postei este acontecimento, para acrescentar ao meu "Rol" do catálogo de doenças.

 

Tenham um bom dia!

 

 

 

publicado por Chicailheu às 05:21

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2008

Selo- É um BLOG muito bom.

 

Este selo foi-me ofereceido pelo blogue: Cantinho da Florinda.

Obrigada amiguinha.

Valeu!

Agora vou atribuir a outros amigos bloguistas:

 

AZOREANA

 

PRAIA DA CLARIDADE

 

FLORLUZ

 

MAR DE CHAMAS

 

HORTENSEAZUL

 

Passem por aqui e levem este selinho para destaque dos vossos bons blogues!

Índice: ,
publicado por Chicailheu às 19:50

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Recebi e retribuo!

 

 

 

 

 

 

Recebi este miminho da Manuela e retribuo com as flores que posto abaixo!

 

Gostam? Levem-nas...são para si!...

Índice:
publicado por Chicailheu às 15:36

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Linda Foto!

Índice:
publicado por Chicailheu às 15:34

link do post | comentar | favorito

O meu catálogo...de doenças!!!

Ontem falei de mim, quem sou e como sou!

 

Não falei em doenças...deixei propositadamente para hoje fazer este post.

Não é que seja importante para ninguém que por aqui passe e leia...mas sim, porque tais como outros acontecimentos bons e maus, as doenças fazem parte integrante da minha vida!

 

Disse que tinha ficado orfã de mãe com apenas 2 anos e 5 meses.

Com essa idade tive uma crise com muita febre, e fiquei com a boca toda ulcerada, (dizia a minha avó), que não queria ou não podia comer.

O médico, disse que era a reacção à falta da presença da minha mãe.

 

Aos cinco anos, tive tosse convulsa. Estive para morrer, mas resisti, embora sendo muito franzina.

 

Aos sete, tive o tétano, pois a atacar a fivela da sandália da minha prima, furei a mão. Não disse nada à minha avó.

De manhã ela quando me chamou para ir para a escola, eu tinha a mão e o braço muito inchados e febre a 40º.

Levou-me a uma médica. De imediato tive de levar a inhecção anti-tetânica na barriga. Não me lembro de nada...também estive para ir desta para a amelhor...mas voltei a resistir.

Tive, sarampo, bexigas e muitas gripes.Era fraquinha, dizia o meu Avô!

 

Aos nove anos tive papeira, lembro-mo perfeitamente de andar com um lenço amarrado na cabeça, a aguentar o peso do enxume da papeira.

 

Aos 12 anos tive Icterícia. Fiquei toda amarela.

Toca de me levarem ao médico. Já tinha hepatite. Estive muito mal. Aí, já me lembro muito bem, e da dieta que fiquei, só a coisas cozidas e grelhados.

 

Sofria muito de amigalites.

Lembro-me de num mês, ter três crises, até a baba escorria pelo canto da boca, pois não conseguia engolir.

 

Casei com 21 anos, e as crises de amigalites continuavam. Estive para ser operada...mas não sei porquê, que não fui?!...

 

Fiquei grávida, e a cerca de 4 meses de gravidez, tive ameaço de aborto.

Fui internada.

Tinha também infecção urinária.

Aos sete meses de gravidez, apareceram sinais de sangue, (quando o menino deu a volta), fui para casa de baixa, pois não podia andar nos transportes públicos para ir trabalhar.

 

Quando da gravidez da minha filha, tive uma dor siática, que me deixava sem poder andar...ia e vinha, e só passou depois da menina nascer.

Passados 4 meses, começei com queixas ; dores na barriga e corrimento.

Consultei o médico.

Tinha uma ferida no Útero.

Andei a "queimá-la"( na época era assim), durante 11 dias.

 

Em 1978, apareceu-me um carosso na mama direita.

Toca de consultar não um médico, mas três para ouvir opinião.

É para operar, disseram em uníssimo.

Operei, Aguardei mais de um mês pela biópsia, pois na altura tinha de ir para Lisboa,cá não se faziam patologias.

Fibroadenoma benigno! Graças a Deus!

 

Em 1981, operação para extrair a visícula, que já há anos me queixava com cólicas e vomitava muito.

Não correu muito bem.

A vesícula rebentou nas maõs do médico, pois estava cheia de "pedras", e a operação durou mais tempo, disse-me depois o cirurgião, para limpar muito bem o fígado.

Levei muito soro e sangue.

Numa noite, os canos entupiram, e se não fosse a doente da cama ao lado, eu tinha morrido!

 

A partir de 1982, muitas queixas de bexiga e rim.

Toca para especialista, cá na Ilha.

Grande desenvolvimento bacteriano, disse o médico. Antibióticos e mais antibióticos, e a bactéria (Proteus Mirabilis), muito resistente, não cedia.

Enviaram-me para o Hospital Egas Moniz.

Detectaram-me uma pielonefrite crónica, pois a infecção já tinha lesado o rim.

A partir daí fiquei sempre a sofrer, e todos os anos tenho crises, mas duas por ano são garantidas.

É na passagem: Primavera/Verão e Outono/Inverno.

 

Tenho sempre medicação e faço análises com muita frequência, por isso tenho de "usar o bacio", para ver o aspecto da urina.

Nessa altura levei umas injecções (Mefoxin), que corri risco de vida, mas foi a única maneira de combater a grande infecção.

De 1982  a 1984, servi de "cobaia" (cá na Ilha), só em Agosto de 1984, me enviaram para Lisboa.

No mesmo ano, apareceu-me um matulo, tipo ovo, na vagina.

Toca de correr para o Centro de Oncologia.

Naquela mesma hora, o dr. Mário Lima, veio ver e de imedito disse para a enfermeira: -É  para extrair, já e agora.

Não levei anesteseia nem local. Senti tudo. A cortar a queimar...estive prestes a desmair.

Outra vez aguardar pela biópsia.

Lá chegou, um mês depois.

"Papiloma" benigno, mas poderiam surgir mais.

Graças a Deus, não apareceram mais.

 

Voltei em 1986, voltei a fzer anáslises específicas, e foi-me aconselhado a vigiar bem este rim...que não era nenhuma brincadeira: disse o médico do Hospital Egas Moniz.

De lá enviram-me a uma consulta de reamatologia ao Hospital de Santa Maria.

O médico, perguntou-me se eu em criança  tinha sofrido de febre reumática?

Eu não sabia, mas depois eles atribuiram, que foi devido às amigalites muito seguidas e mal curadas, que provocaram a bactéria nos rins.

 

Sempre com crises, lá fui andano, até que em 1992, tive uma crise tão forte.

Fiz ecografia, e dectetaram cáculos.

Enviaram-me para a Clínica de Santo António na Reboleira.

Era Dezembro.

Fiz um exame ( catatrismo) à bexiga, no dia 23 de Dezembro.

Fiz" laiser", e as pedras desfizeram-se. Mas sofri tanta dor, para saírem as pedrinhas e areias!

Com um diagnóstico de provável formação de pedras, lá vim eu, e realmente é o que me acontece, só que tenho a vantagem , de os meus cálculos serem tipo "pedra pomes", e desfazem-se com tratamento.

Mas passo mais dores que para ter um filho!

Em 1993, começo a ter muitas arritmias.Desmaiva muita vez. Pudera o meu coração atingia batimentos de 180 e 200 pulsações por minuto!

Um dia fui parar às urgências, e depois de fazer Raio-X e ecocardiograma, apareceram 3 médicos e um deles (cardiologista), disse se eu sabia que tinha de ser operada ao coração?!...

Apanhou-me de surpresa!!!

Estávamos em Maio. Disse ele, que era muito urgente, pois eu tinha um buraquinho na vávula mitral.

Essa urgência durou de espera até Novembro.

Apanhei uma depressão, da qual nunca mais me livrei. É para o resto da vida!

Nesse ano fui em Novembro, e depois voltei dali a 3 meses, já em 1994, e mais dali a 3 meses.

Um professor e Dr. Daniel Bornhost, estudou bem o meu caso, e disse-me com toda a franqueza, que eu podia ir para uma cirurgia, e ficar na mesma ou pior. Disse ele; o seu problema é congénito. Se tivesse sido dectetado até á idade de 15 anos, tinha ficado bem, mas agora vai ser medicada, para que essa comunicação auricular, aperte, com beta-bloqueantes sanguíneos, e não aumente. Tem uma CIA ( comunicação inter-auricular do ramo direito do coração)de 2ª grau.

Vai ter crises de arritmias, e vai aprender a viver com elas.

Vim medicada, e ainda lá voltei mais algumas vezes até 1999.

Cá, sou seguida por o cardiologista que me enviou.

Fiz váriso exames andei com "Holters". de 24 horas, e em Santa Crua, fiz um "Holter" de uma semana.

Era muito nova, e fiquei muito limitada.

Foi complicado aceitar e aprender a viver com a doença!!!

 

Mais uma doença para ficar.

Acrescentei esta ao já longo catálogo!

 

Em 1988, precisamente começo com problemas de menaupausa precoce com muitas hemorregias. Toca de ter de ser internada e fizeram-me "curetagem", ou seja, raspagem uterina.

Melhorei uns meses, e depois voltei ao mesmo.

Fui sofrendo até que com 48 anos, fiz "estrectomia" total.

A recuperação foi difícil.

Tive de fazer reposição hormonal. e sofria muito de calores, aflições e fadiga.

A partir daí a ostopénia apareceu nos meus ossos, e agora na última denssiometria óssea, já acusou hosteoporose.

Fui para a fisioterapia, mas como sou muito azarenta, logo na primeira sessão, queimaram-me um joelho.

Uma queimadura profunda, da qual tenho a marca.

Tenho de tomar cálcio, diz o reumatologista. Não posso beber leite nem tomar cálcio, diz o gastronetrologista, Digo à neufrologista, acerca de tomar cálcio. Diz ela: - "nem pense, pois corre o risco de formar mais cálculos biliares"!

 

O sistema nervoso nunca mais foi o mesmo. Consultei psiquiatras e psicólogos.

Alguma ajuda e poucas melhoras.É uma doença traiçoeira... por fases. Destesto os dias cinzentos e húmidos, pois queixo-me logo do coraão e do sistema nervoso!

 

Começam então os problemas dos intestinos.

Muitas diarreias sucessivas e perca de muito peso!.

Hospital, vezes sem conta.

Noites passadas a soro, com muito frio.

Lembro-me de ter passado uma noite de 8 para 9 de Janeiro, toda a noite numa maca.

Jamais me esquecerei dessa maldita e negra noite!!!

Exames e mais exames. Uma clonoscopia sem anestesia. Ia morrendo, gritei tanto que o meu marido no corredor me ouvia.

O médico não conseguiu fazer o exame até ao fim.

Falaram-me num especialista que vinha mensalmente à Clínica da Praia.

Lá fui. Montes de exames. Clonoscopia, Tac, ecografia, clister opaco, etc, etc.

Na Tac, detectaram que tinha espessamento de intestino e muitas aderências e ainda mais: um quisto no rim direito e um quisto no fígado.

Nunca mais fiz revisão a eses pequenos quistos, mas que tem de ser vigiados.

Tratei-me com ele cerca de 3 aos e meio.

Tomei muitas qualidades de cortisonas e muitos outros medicamentos. Outra vez a sentir-me uma "Cobaia", só que desta vez mais atenta e mais experiente.

Quando o confrontei, para fazer um ponto de avaliação da minha doença. o homem que parecia um santo, virou bicho...só faltou trepar a parede do consultório.

Pudera, estava ali a galinha dos ovos de oiro.

Consultas exames tudo pago do meu bolso.

Nesse dia saí de lá lavada em lágrimas mas decidida a não mais voltar.

Assim fiz.

Procurei outro médico. Ou seja o único gastroentrologista cá na Ilha.

Disse-me ele: - A senhora vai esquecer todo esse tempo e vamos começar do ZERO!

 

Lá começei em Outubro de 2006.

Novos exames, novos medicamentos e em Março de 2007, internada nas especialidades. Levei anestesia geral- Fez-me clonoscopia completa e duas biópsias.

Enviou-me para o Porto. Fui em Maio de 2007. Fiz o exame com Vídeo-Cápsula.

Dali a um mês, chegou o relatório.

A partir da 15:30h, não foi passível de registo. E eu que andei desde s 9h da manhá até às 18:30 com o monitor ligado. Sem comer, só bebendo líquidos.

Quer dizer, ficamos na mesma. pois o exame não foi feito na íntegra.

Continuando com muitas cólicas, cada vez mais e mais, lá estou à espera de ser chamada para ir para Coimbra fazer um exame dom duplo-balão, que só se faz no Hospital Universitário de Coimbra.

Tudo isto para ver se se chega á conclusão de que padeço de Doença de Chron, pois tudo indica que sim, e, se assim for, é para o resto da vida.

Mais uma doença para o catálogo!

E, ainda dizem que tenho muito bom aspecto, e que o que tenho é só nervos e nada mais!

Armam-se em doutores e espertos, sem sabrem de tudo isto que estou descrevendo!

 

Como a espera já vai longa. e o sofrimento é muito, tive conhecimento de um "bom" especilaista em Lisboa, e lá vou eu por minha conta e risco, no próximo dia 19 e tenho consulta a 20, às 15:horas.

Vou com Fé e Esperança de resolver o meu problema. De encontrar solução seja ela qual for: ou ser ou não ser operada, mas pelo menos vou à luta, pois a ansiedade é muita e os meus nervos estã em franjas!

 

Depois deste testamento ou rol enorme, quem ler isto, pensará que eu aumentei.

Não meus amigos, ou seja quem for.

São tudo verdades e senti-as todas na pele, na carne: são tatuagens que estão marcadas a fogo no meu coração!

Só DEUS e EU sabemos!

 

Apenas e só descrevi, para que vejam que quando falo, ou cramo, é com razão plausível!

 

E, agora se o senhor anónimo ou C.C., quiser assunto, assim como as "senhoras"e "amiga" que falam na mesa de café da CHICAILHEU, têem aqui Matéria para mais de um mês de mexerico!!!

 

Tal pena não lhes dar a elas tudo isto ,mas na ponta dessas línguas afiadas de víboras!!!

 

Tenho dito!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Chicailheu às 08:46

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

Frase do dia

"A esperança como a fé, nada é se não for corajosa, nada é se não for ridícula."

Índice:
publicado por Chicailheu às 08:41

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2008

Linda Foto!

Índice:
publicado por Chicailheu às 19:09

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Índice

adágios

adivinhas

agradecimentos

amizade

amor

anedotas

aniversários

apontamentos

artes decorativas

as minhas músicas

até amanhã

bancos de jardim

boa noite

boa semana

boa tarde

boas recordações

bom dia

bom domingo

bom fim de semana

carnaval

coisas de que gosto

comentários

comentários ano novo

comentários da chica

comentários de natal

comentários de sábado

comentários noturnos

comentários tristes

conselhos úteis

culinária

curiosidades

datas comemorativas

desafios

destaques

dias da semana

dicas

domingo

drinks

efemérides

favoritos

feliz ano novo

feliz natal

fim de semana

fofuras

foto do dia

fotos

fotos interessantes

fotos lindas

frase de domingo

frase de hoje

frase do dia

frases

frases de natal

frases do dia

frases lindas

frases luminosas

frases noturnas

humorismo

ilha terceira

ilhas dos açores

imagem de hoje

imagem do dia

imagens lindas

janelas

janelas de natal

livros

meus textos

miminhos

miminhos de amizade

minhas músicas

minhas telas

músicas favoritas

músicas preferidas

músicas românticas

os meus poemas

outros poemas

parabéns

páscoa

pela madrugada

pela noite dentro

pensamentos

poemas

poemas de natal

preces e orações

prosas

provérbios

quadras populares

recados de natal

recordações

reflexões

retratos dos açores

sabia que

saúde

segredos de culinária

selos

texto lindo

textos

textos da chica

textos lindos

youtubes

todas as tags

Recordações

Janeiro 2017

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

favorito

LINDAS FRASES!

LINDAS FRASES!

NELSON NED -RECADO AOS NA...

Gente e Toiros em vídeo

PENSAMENTOS

Dia Feliz!

Comentário...

"Terceirense", ferrenha!

Novidades

CRÓNICA DO DIA!

FELICIDADE1

MAIS UM FINAL DE U DIA -...

FRASE DO DIA!

OLÁ PESSOAS LINDAS.

FRASE DO DIA!

IMAGEM DO DIA!

BOM DIA!

COMEMOREI 45 ANOS DE CASA...

EU, A AUTOGRAFAR OS MEUS ...

"MEU POEMA"

Toda a vez que eu choro Há um sol que ignoro Um mundo lá fora Que não se compadece É tempo perdido E este meu ar sofrido Está de mim cansado Sempre que eu me escondo É por cobardia É esta mania de me anular O que eu tenho mesmo No fundo, no fundo… É medo de amar! CHICA
blogs SAPO

subscrever feeds